Simon & Garfunkel: Versões Heavy Metal para “The Sound of Silence”
Postado em 03 de janeiro de 2019 @ 12:41 | 531 views


O Nevermore foi responsável por deixar “The Sound of Silence” com sua própria sonoridade

Quem aqui nunca ouviu o clássico “The Sound of Silence”? Esta é provavelmente a música mais conhecida do duo americano Simon & Garfunkel, e no decorrer das décadas ganhou novas versões, inclusive no campo do Heavy Metal.

Nestes cerca de cinquenta anos de Rock, algumas décadas ficaram marcadas como visionárias, de onde surgiram as principais bandas e músicos que mudariam o mundo dali pra frente, e logicamente, influenciando o que viria a ser feito nas décadas posteriores. Foi no meio desse burburinho rockeiro que surgiu a dupla Simon & Garfunkel, praticando Folk Rock, gênero que possuía grande exposição na época, além de um excelente circuito de shows, principalmente na Inglaterra, que acolheu Paul Simon após a separação da dupla pelas baixas vendas de seu primeiro álbum, Wednesday Morning, 3 A.M., lançado  em formato acústico pela gravadora Columbia em 1964.

Voltando da Inglaterra, Paul descobriu que a gravadora havia lançado um single, em 1965, para a música The Sound of Silence, agora contendo guitarra, baixo e bateria. A gravadora acrescentara estes instrumentos à gravação original de 1964, transformando a canção em um grande sucesso do Folk Rock. A canção foi originalmente intitulada como The Sounds of Silence e foi chamada assim nos primeiros álbuns em que ela apareceu. Em compilações posteriores, foi renomeada para The Sound of Silence. Tanto o singular e o plural da palavra aparecem nas letras.

Até o final de 1965 e as primeiras semanas de 1966, a canção alcançou o # 1 nas paradas norte americanas. Em 2004, a música foi classificada na posição # 156 da lista da Rolling Stone na lista ‘500 Greatest Songs of All Time’, uma das três canções da dupla na seleção da famosa revista. Reatando a parceria com Arthur “Art” Garfunkel, a dupla decide entrar em estúdio para enfim gravar o disco Sounds of Silence, que se tornaria sucesso absoluto, não apenas pela própria música em questão, mas sim pelo álbum como um todo, apresentando sucessos como Kathy’s Song, I Am a Rock, etc. A mixagem original em estéreo da canção tinha o vocal da dupla em canais separados, destacando as harmonias delicadas. Quando a versão Rock foi misturada ao som, os vocais foram misturados, não deixando o resultado tão claro como a versão original.

Dentre as várias versões que a música ganhou, destacam-se três bandas norte americanas: Heir Apparent no álbum “One Small Voice” de 1989, Nevermore no álbum “Dead Heart in a Dead World”, de 2000, e Disturbed, no CD “Immortalized” de 2015.

Abaixo, as três versões:

Heir Apparent:

Nevermore:

Disturbed:

Tags:, , , ,

Categoria: Artigos


TOP