Ripping My Soul: Guitarrista revela detalhes sobre o EP de estreia
Postado em 31 de julho de 2019 @ 18:07 | 87 views



A banda gaúcha RIPPING MY SOUL foi formada em 2017 na cidade de Porto Alegre/RS, mostrando originalidade de suas músicas, criatividade e representação teatral em seus shows, sempre buscando envolver o público pelo visual e fúria de suas apresentações. Logo em suas primeiras apresentações já chamaram a atenção ao subirem no palco caracterizados com suas máscaras, indumentárias e maquiagem artística, que diferenciam muito o show, conquistam a audiência e contagiam a todos desde o início chamando o público a participar e interagir até o final. Sobre essa vontade em buscar uma identidade visual, a banda declara que “Sempre gostamos de diferenciar não só musicalmente, mas também na parte visual, acreditamos que quando vamos fazer um show, não podemos subir ao palco e apenas tocar, precisamos também levar o espetáculo para o público, fazer com que o público se identifique com a banda, que deixe marcado algo que vão levar consigo, a ideia do visual também vem muito do que tratamos nas músicas”.

A banda conta com músicos experientes, com estrada e bastante bagagem de outros projetos musicais e artísticos. A música da RIPPING MY SOUL soa moderna, forjada nas raízes do Heavy e Thrash metal não deixando de lado todo o conhecimento adquirido por seus integrantes em suas composições. Os músicos costumam dizer que tocam “Full Metal”. O guitarrista Jay Torres explica o conceito: “Denominamos-nos assim porque não podemos dizer que somos uma banda True Metal, Heavy ou Thrash, gostamos de muitas coisas e absorvemos muitas influências de cada integrante, até mesmo fora do Metal, o que é muito legal, pois podemos, em algum momento, inserir uma passagem mais Jazz ou uma batida mais rápida. Temos uma variação de elementos na música, em momentos mais Heavy, outros mais Thrash, alguns momentos misturando elementos de Industrial, isso acaba trazendo um som mais moderno pra banda, nos denominamos como Full Metal, um Metal como um todo, acho que podemos dizer que somos a primeira banda se denominar Full Metal! (risos)”.

As letras tratam centralmente o ser humano, seus anseios, medos e fragilidades psicológicas. Em cada nova apresentação a RIPPING MY SOUL busca entregar um espetáculo completo, trazendo muita garra, surpresas e muito metal para entretenimento do público. Os irmãos Jonas Torres (vocal) e Jay Torres (guitarra), aliados ao baterista Lucilo Thomé, trabalham agora na finalização do EP “Lost My Soul”¸que será lançado ainda no neste semestre. Na definição do guitarrista, o contraponto entre o nome da banda e o nome do EP trata de falar sobre a alma de uma forma mais abrangente: “quando se trata em falar de alma, é normal tratarmos isso com religião, mas na banda cada um tem um ponto de vista diferente sobre religião e crenças e acho que isso ajuda muito na hora de criar algo, acaba que a banda não fique focada em apenas um assunto ou ideologia. Gostamos de tratar sempre algo no psicológico das pessoas, acho que a alma é a essência de tudo, vai além de crenças é algo ainda que pra nós seja incógnito, acredito que pra tudo há uma explicação, mas nem tudo ainda nós estamos preparados pra absorver ou explicar, a alma é algo que nos faz viver e seguir em frente, é o que te faz forte e fraco, o que te anima ou derruba, então esteja preparado pra você em qualquer momento perder a sua alma! (risos)”.

“Lost My Soul” será a estreia da banda e contará com seis músicas: “Lost My Soul”, “Reddish Sky”, “Hate Your Life”, “Take Me Down”, “Buried Alive” e “Dead Bite”. Jay Torres destacou detalhes sobre algumas faixas: “O que se pode esperar deste EP são músicas com groove, peso e violência. Vamos lançar seis músicas, mas ainda estamos pensando sobre algum bônus. “Hate Your Life” traz influências do Hardcore nova-iorquino que gostamos muito, enquanto “Take Me Down” é a música mais Thrash desse EP, uma música rápida, com riffs poderosos! “Buried Alive” talvez seja a música mais comercial desse trabalho, com um refrão bastante pegajoso, enquanto “Dead Bite” é a música que mostra o porquê somos Full Metal, é o nosso diferencial nesse EP!”.

Contatos:
Facebook: www.facebook.com/rippingmysoul
Instagram: www.instagram.com/rippingmysoulofficial
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Tags:,

Categoria: News


TOP