Furia RockPaulera: Novo single é um reflexo da realidade brasileira
Postado em 25 de abril de 2019 @ 11:11 | 83 views


Furia RockPaulera

No próximo dia 03/05, sexta-feira, o FURIA ROCKPAULERA, power trio formado por Bruno Ramos Vaz (vocal e guitarra), Duda Barcelos (baixo) e Fabrício Ruivo (bateria), disponibilizará o single da música “Mata-se” em todas as plataformas digitais, iniciando assim uma nova fase em sua carreira, sucedendo o lançamento do debut “Não Deixe a Raiva Destruir seu Dia”, lançado no ano passado. Segundo Fabrício, o debut “é o resultado do nosso amadurecimento musical como trio que iniciou lá por 2014 e também como banda com quase 20 anos de estrada na época”, destacando também a completa renovação da banda em relação às composições: “esse trabalho foi bastante desafiador, pois nos reinventamos na maneira de compor, principalmente na parte das letras que ficavam a cargo quase que exclusivamente do antigo vocalista. A partir daí eu (Ruivo) tomei a responsabilidade de criar as letras das músicas que compõe o disco com exceção de “N.D.A.R.D.S.D” (Jaka Leote/Ruivo) e da faixa bônus “Sombra do Destino” (André Licht).”

“Não Deixe a Raiva Destruir seu Dia” representa também o ganho de experiência do trio, tanto em estúdio quanto nos palcos. Questionado sobre o que o álbum representou para a banda, Fabricio diz que “o ponto foi justamente a experiência e o amadurecimento no que diz respeito ao trio… Outro ponto é a visibilidade que um disco pode dar a uma banda que até então só tinha singles, demos e EPs. Acho que um trabalho como esse pode abrir as portas e levar o nome da banda mais longe e fortalecer ainda mais o vínculo com os fãs que aguardavam e cobravam pelo disco oficial”.

Sobre o single, Fabricio explica que a letra deverá ser interpretada de uma forma pessoal por cada ouvinte, mas nos dá um vislumbre sobre o assunto: “Assim como todas as letras da banda “Mata-se” é reflexo da nossa realidade, realidade do nosso país. “Mata-se” é baseada naquela máxima de que se atira primeiro para perguntar depois, mata-se o bandido/traficante para ele não matar o cidadão. Retrata o tráfico de drogas como uma das consequências do tráfico de influências e da corrupção que suga nosso país como um câncer e como um alvo que o Estado não consegue atingir com suas políticas ineficazes e políticos incompetentes. O que nos faz refletir qual é a causa disso tudo? Quem é que lucra com essa história? A realidade é que este tema é como um tabu na nossa sociedade, não se discute políticas que tratem das drogas e tudo que ela envolve, nem de sua descriminalização, não se leva em conta as consequências dessa guerra por que ela ocorre lá na parte de baixo da pirâmide ou no morro, na vila… basta esconder as cagadas atrás da porta e a vida segue e quem prega a proibição é quem mais lucra nesse jogo.”.

Desde sua fundação, em 2001, o FURIA ROCKPAULERA busca se posicionar liricamente através de um viés crítico à sociedade em geral. Questionado sobre posicionamento que as bandas de Rock/Metal devem ter em relação a temas sociais e políticos, o baterista argumenta: “Quanto à importância das bandas se posicionarem politicamente acho q fica a cargo de cada um passar a mensagem que bem entende. A Furia desde 2001 tem esse viés crítico e nesse cenário em que vivemos que as pessoas não dão o devido valor a certos assuntos relevantes para a vida cotidiana do povo brasileiro nada melhor que abordarmos estes assuntos, por isso também cantamos em português, para a mensagem chegar “na lata”, direto na mente de cada um, isso facilita a identificação não só com o estilo, mas com a essência da banda. Vivemos em uma democracia que nem todos são ouvidos e representados (agora menos ainda), como banda não temos uma “bandeira”, mas aproveitamos o espaço que temos pra trazer à tona assuntos relevantes com crítica e informação, sem ideologias e apologias.”.

Ruivo ainda nos dá sua visão sobre a atual cena Rock/Metal gaúcha. Distantes cerca de 300 km da capital gaúcha, o trio de Santa Maria não se deixa abalar pelas dificuldades do underground, mas é bem direto: “Não é fácil nem pra quem está nas capitais, imagina pra quem fica de fora! Têm a concorrência, distância e o fator “grana” que dificulta bastante a vida das bandas, em geral as do interior.”.  Entretanto, a cidade de Santa Maria sempre teve um forte movimento cultural, revelando grandes bandas desde a década de 1980. “Acho que o que torna “menos pior” de estar longe dos grandes centros é estar numa cidade que tem tradição no cenário musical e um apelo cultural muito forte como Santa Maria. A cidade já viveu tempos melhores mas a cena ainda se mantém pelo esforço dos guerreiros. A Furia pelo som que faz, e fez, sempre conseguiu visibilidade e com isso conseguiu sair de Santa Maria pra tocar em outras cidades inclusive a capital e até fora do estado, mas outra questão importante é realmente buscar espaço e abrir caminho fazendo contatos e interagindo com as pessoas e bandas do interior, da capital e até de outros estados, isso realmente faz a diferença e só se consegue através da divulgação e circulação de material, coisa que sempre procuramos fazer. Hoje em dia as distancias encurtam através das redes sociais e plataformas virtuais antigamente a coisa era mais complicada, mas de alguma forma contornamos e seguimos em frente chegando até aqui… com 20 anos de historia.”

Acompanhe o lançamento do single:
https://www.facebook.com/events/276755853268615/

Ouça “Não Deixe a Raiva Destruir seu Dia”:

Contatos:
Facebook: www.facebook.com/furiarockpaulerapesadoafu
Instagram:  www.instagram.com/furiarockpaulera
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

 

Tags:,

Categoria: News


TOP