Spartacus: Single “No Sul da América Antártida” é lançado nas plataformas digitais
Postado em 26 de janeiro de 2022 @ 14:50 | 587 views


Em atenção aos 37 anos de sua fundação, ocorrida em 26 de janeiro de 1985, a banda gaúcha SPARTACUS disponibiliza o single “No Sul da América Antártida” em nova versão, remixada em 2021, com a inserção de baixo e bateria, além dos teclados já existentes (de Robson Serafini, em participação especial) e dos vocais e violão. A música, que faz parte de seu debut “Libertae”, lançado em 2004, é uma prévia do relançamento digital do álbum, agendado para o dia 03/03. A remixagem do disco tem como foco o resgate do projeto original com dois guitarristas, conferindo nuances que, por desacerto entre os integrantes da época, tiveram que ser removidas da primeira edição do trabalho. “Libertae” foi o resultado de anos de um intenso esforço totalmente independente iniciado no final de 2001, apresentando ao público doses maciças de um som pesado classudo e recheado de peso e melodia. Na época de seu lançamento, o disco conquistou diversas resenhas positivas, atingindo notas altas nas avalições de revistas como Roadie Crew, Valhalla, Modern Drummer e Ultimatum.

Ouça “No Sul da América Antártida” no Spotify:

 Ouça “No Sul da América Antártida” no YouTube:

Agora intitulado “Libertae (Remix 2021)”, o disco mantém suas 10 faixas, acrescidas da remodelagem de algumas delas, decorrentes, principalmente, da reinserção dos takes do guitarrista Marcelo Riccardi, além da regravação das bases de “Príncipes da Grande Falácia” por Victor Petroscki; e da implementação de uma sonoridade de estúdio mais ajustada aos padrões atuais do estilo em que a banda se insere.

Este relançamento marca a breve formação em quinteto do grupo, com Marco Canto (vocal), Victor Petroscki e Marcelo Riccardi (guitarras), Marco Di Martino (baixo) e Erick Lisboa (bateria). A versão original do álbum teve a produção executiva da UGK Discos para seu lançamento físico em CD, em 2004, e também chegou a ser fabricada de modo compactado em vinil pelos antigos proprietários da Polysom no RJ (numa edição limitada de 33 unidades, exportadas em sua quase totalidade para a cidade de Berlim, na Alemanha), garantindo, assim, o status de cult pelos apreciadores de metal clássico. O SPARTACUS contou com o talento de Sebastian Carsin, do Hurricane Studios, de Porto Alegre/RS, para realizar esta tarefa de remixagem e remasterização.

Segundo o baixista Marco Di Martino: “Lançar “No Sul da América Antártida” como single, antecipando o relançamento do Libertae”, é uma forma de ofertarmos ao público algo de nosso trabalho que dificilmente tem espaço em nossas apresentações, agradecendo a atenção que sempre acompanhou a banda durantes todos estes anos… Fiquei feliz com a melhora da sonoridade do “Libertae”, além de ter a sensação de dever cumprido. Isso era o que tinha que ter sido feito na época. Não foi por nada que entramos com cinco integrantes para a gravação do disco…”

A escolha permanente de nosso idioma para as composições e o pioneirismo no metal gaúcho, este último ao lado de bandas como Astaroth, Slow, Leviaethan, Panic, Gladiator e Virgem Atômica, faz do SPARTACUS um nome necessário à história e audição do rock pesado do RS, tanto em nível regional como nacional.

Foto: José Luís Schuck 

Contatos:

Site: http://www.spartacus.mus.br
Facebook: https://www.facebook.com/spartacusband
Instagram: https://www.instagram.com/spartacusheavyrock
Soundcloud: https://soundcloud.com/spartacusmetal
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Tags:,

Categoria: News · Plataformas Digitais


TOP