Apocalypse: Comemorando os 30 anos de lançamento do primeiro álbum
Postado em 29 de março de 2021 @ 12:15 | 437 views


A banda gaúcha de Rock Progressivo APOCALYSE, de Caxias do Sul, está comemorando os 30 anos de lançamento de seu primeiro álbum, autointitulado, lançado pela gravadora Acit em 1991. Na época, com quase dez anos de estrada – o grupo foi formado em 1983 – a banda participou de diversos eventos de destaque, ganhando o festival Circuito de Rock na região da Serra Gaúcha e o Festpop nos anos 1980. Em 1989 foi gravada uma música para a coletânea “Circuito de Rock”intitulada “Só Você”. Esse destaque na cena musical gaúcha chamou a atenção da gravadora Acit que lançou o LP de estreia e realizou diversos shows da banda pelo Estado. Para as gravações do LP o APOCALYPSE era um trio formado por Chico Casara (vocal, guitarra e baixo), Eloy Fritsch (teclados) e Chico Fasoli (bateria).

O LP “Apocalypse” é o primeiro vinil de Rock gaúcho em que o sintetizador assume o lugar da guitarra no protagonismo das músicas. As músicas “Sentinela”, “Sombra do Meu Ser”, “Caçadores de Máquinas”, “Eu Brilho em Você”, “Luzes da Vida”, “Virada do Século”, “Miragem” e “Só Você” foram compostas no teclado. O único músico daquela formação trio que ainda continua na banda atualmente é o tecladista Eloy Fritsch que comenta sobre essa fase da banda: “O Apocalypse fazia um som diferente para a época e usava teclados eletrônicos. Na região não tínhamos outras bandas de rock com essa proposta. Eu gostava muito de compor no teclado e depois tocar ao vivo com a banda. Foi um baita aprendizado! Todo o final de semana tinha ensaio para as apresentações e nos divertíamos muito. Foi uma época de pioneirismo e desafios no rock feito aqui no sul do Brasil. O lançamento do nosso primeiro vinil certamente trouxe experiência e abriu as portas para novas conquistas”. 

O tecladista lembra como foi o lançamento do vinil em sua cidade natal: “No show de lançamento do álbum nós interrompemos o trânsito da mais movimentada avenida de Caxias do Sul, a Júlio de Castilhos, e tocamos música autoral do primeiro disco para mais de mil pessoas”, um feito e tanto, comprovando a vontade dos músicos da banda em promover o disco. “Sozinho, perdido dentro de mim”, “Lavender” (verão em português do Marillion) e “Momentos Perdidos” completam o track list do álbum. A produção do trabalho ficou a cargo de Edson Campagna,

De lá para cá foram lançados diversos CDs, álbuns ao vivo, DVDs, coletâneas e um box set contendo um livro contando a história da banda, além de participações em coletâneas internacionais e shows no Rio de Janeiro, São Paulo e EUA. Em 2011 a banda recebeu a Menção Especial no “Prêmio Açorianos” de Porto Alegre pelos 25 anos de carreira e a contribuição ao rock gaúchoO último lançamento é o álbum ao vivo comemorativo de 35 anos intitulado “The 35th Anniversary Concert (Live)”, lançado em 2019.

Trecho do “Circuito de Rock Festival”, realizado em 1989 na Usina do Gasômetro, em Porto Alegre/RS, onde tocaram para cerca de 14 mil pessoas:
https://www.youtube.com/watch?v=iZT7fMB2As4

Trecho de show do Apocalypse em 1991:
https://www.youtube.com/watch?v=DLUneSSU5Hk

Ouça o álbum ao vivo “The 35th Anniversary Concert (Live)”:

Créditos da foto: Divulgação

 

Contatos:

Facebook: www.facebook.com/ApocalypseProg

Instagram: www.instagram.com/apocalypseprogbr

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

 

Apocalypse – Foto de Roni Rigon em show realizado em 1991

 

Tags:, ,

Categoria: News


TOP